sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Dores do Amor

Despedida

"Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente,
seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,
com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva,
já que ainda estamos tão embrulhados na dor
que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços,
a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos.
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,
sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir,
lembrança de uma época bonita que foi vivida…
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual
a gente se apega. Faz parte de nós.
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis,
mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo,
que de certa maneira entranhou-se na gente,
e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível.
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’
propriamente dita. É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos
deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por
ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos,
que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma história que terminou,
externamente, sem nossa concordância,
mas que precisa também sair de dentro da gente…
E só então a gente poderá amar, de novo."
(Martha Medeiros)

-----------------------------------------------

E quando esse amor não é apenas souvenir
O que fazer?
Mas um coração como o meu poderá sempre amar de novo
Não da mesma forma e talvez não com a mesma intensidade
Mas amor é amor, e isso basta.
A respeito de amor é muito fácil falar, escrever...
Agora viver o desapego, o despedir-se...isso sim é difícil!
(Deuzijane)


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Menina de Trança

Minha mãe me disse há alguns anos que como ela tinha cabelos compridos e usava muita trança meu pai cantava uma música do Antônio Marcos pra ela.
E eu depois de crescida passei a usar também pelo mesmo motivo. Eu adorava!

Pode-se dizer que essa música é minha e da minha mãe!


Ps: As pessoas que me conhecem um pouco, e até aquelas que leem meu blog sabem que eu não gosto de ser igual a ninguém. Quando algo que eu gosto começa a virar hit eu simplesmente deixo de usar. Foi o que aconteceu com as tranças. Há uns três anos começou a onda de tranças e pra onde eu virava era mulher usando em todas as ocasiões, inclusive em festas. O que fiz? Parei de usar! Quando a moda passar completamente, volto a usar minhas velhas e boas tranças nos cabelos. : )






quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Rainha dos Apelidos!! ;)

Não sei se já contei por aqui, mas...
Eu sou a rainha dos apelidos!
Nunca conheci ninguém que tenha tantos apelidos quanto eu.
E a cada ano ganho mais!
Sempre aparece um gaiato(a) para me colocar um novo.
Seja na igreja, trabalho, família entre outros meios sociais nos quais faço parte.

Passando um verniz básico na cara e deixando a vergonha de lado aqui vão alguns:

-Tibru (veio de bruxa)
-Amarelão
-Barata Branca
-Cabelo de boneca
-Jane Duboc ou apenas "Duboc"
-Bruxa
-Magali
-Cara de boneca
-Garfield
-Sara Jane
-Sharon Stone
-Buxo de sacola (esse é de acabar!). Por conta de que como muito e dizem que não engordo, segundo alguns colegas de trabalho. : ( Os mais carinhosos me chamam de "Sacolinha". kkkkkk
-Gata Amarela
-Perna de macaxeira
-Sol
-Coxa de frango (esse foi meu marido que deu). Por causa das minhas coxas que são branquinhas e geladas! kkkk Ai ai...é cada uma!
-Mulher Maravilha - MM : )
-Bege, Beginha...Adoro esse! Minha amiga Jo que me deu! rsrs
-Rapunzel
-Bruxa Keka
-Bob Esponja

* Esses aí de cima são os mais populares e constrangedores.




domingo, 23 de fevereiro de 2014

Sereia

Não resisti! Tinha que postar! : )


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Pés no chão

Como disse há alguns dias
As coisas mudam muito rápido.
E como mudam...
Por isso sempre peço a Deus para manter meus pés no chão.
(18/02/14)



Me ensina Senhor!

Às vezes, precisamos usar métodos diferentes para alcançar certos resultados.
Por quê?

A bondade que nunca repreende não é bondade: é passividade.
A paciência que nunca se esgota não é paciência: é subserviência.
A serenidade que nunca se desmancha não é serenidade: é indiferença.
A tolerância que nunca replica não é tolerância: é imbecilidade.
(Desconheço Autoria)

Precisando demais aprender...Me ensina e me liberta Senhor!!



terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Musicalização - A Descoberta de Um Dom.

A grande diferença e talvez a mais importante referente a musicalização entre aquele que nasce com o dom e aquele outro que resolve desenvolver o talento é a escolha.
Um não escolheu ter/ser e o outro optou/decidiu pelo aprendizado.
(Deuzijane 10/02/14)


E de repente  aos 5 anos me vejo rodeada de adultos admirados e perplexos comigo cantando uma música da Nikka Costa no quintal da minha casa. Perguntaram ao meu pai se eu sabia falar inglês. Continuaram admirados ao perceberem que aquela criança era afinada e cantava como um adulto.

*Eu costumava cantar duas músicas dela "I believe in love" e "On my on" nesse dia não lembro qual foi a escolhida. Tenho raras lembranças dessa idade, mas essas imagens permanecem em minha memória como o dia da descoberta de um dom. Um dos vários que Deus me deu.




segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

14 Anos de Namoro

Há 14 anos ele pediu permissão ao seu amigo que também era a fim de namorar comigo para me chamar pra sair.
Tão logo ao telefone ele alertou: - Cuidado para não se apaixonar, a Jane é mulher pra casar!
E foi assim que ele tomou coragem e me convidou...
Naquela noite ao som do violão dos "anjos" que Deus enviou.
Ele mudou minha vida e eu a dele.
(...)

"Quando um certo alguém
Cruzou o teu caminho
E te mudou a direção"
(Lulu Santos)

Não sei porque mas essa música do Lulu me faz lembrar de quando nos apaixonamos, e ela nem foi trilha sonora do nosso namoro.

O que ouvimos muito quando tudo aconteceu, foram as músicas do Daniel que tocavam demais nessa época nos bares dançantes aqui em PVH.

Estávamos dançando uma música muito animada quando de repente começou uma do Daniel super romântica, desistimos de voltar para a mesa e continuamos só que bem agarradinhos...rsrs Foi tão engraçado e constrangedor ao mesmo tempo, pois o amigo dele (que gostava de mim) percebeu algo e ficou nos olhando todo tempo. 

Foi assim... um dia conto tudo em detalhes. :)
(Deuzijane)

* Eu vim aqui só para postar a imagem e registrar a data e me peguei escrevendo sobre o dia e de quando nos apaixonamos. 

Imagens: Minha agenda no dia de hoje e o dia do nosso casamento no civil em 17/04/2002.


domingo, 16 de fevereiro de 2014

Uma grande enchente em Porto Velho e Guajará Mirim - 1982





Imagens de ontem  e hoje 15 e 16/02/2014 Porto Velho-RO.


A Culinária Mediterrânea de Yotam Ottolenghi

Descobrimos mais um programa de culinária e amamos!
No canal GNT.

Culinária Mediterrânea de Yotam Ottolenghi



sábado, 15 de fevereiro de 2014

Phil Collins - Serious Hits live

Trilha sonora de sábado:
O melhor álbum do Phill Collins na minha opinião. :)



Depois de tomar um vinho tinto maravilhoso, meu amor preparou o Lamen ou Ramen (como preferirem) que eu adoro!



Não me canso e nunca me cansarei!!

De assistir "Mensagem para você" (You've Got Mail)!
Me identifico tanto com a personagem da Meg Ryan.
Ela ama "Orgulho e Preconceito de Jane Austen" e também margaridas como eu.
Ela é boba, ingênua, desajeitada, engraçada e meio lesa.
Assisto e parece que me vejo na tela. É incrível!
Esse filme é apaixonante.
Sei os diálogos a trilha sonora...tudo!

A trilha sonora é linda. Amo todas as músicas!

Acho que nunca vou me cansar também de escrever aqui sobre esse filme.
(Deuzijane)





sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Patinação Artística Individual Masculina

Acho linda as apresentações com interpretações dramáticas da Patinação Artística Individual Masculina.
Fico extasiada.




Foi um milagre

Todo encontro que verdadeiramente nos toca é uma espécie de milagre num mundo de bilhões de seres humanos.

(Desconheço autoria)


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Meias soquetes

Um dia ao me visitar tarde da noite após sair do trabalho
Eu fui recebê-lo de pijama e meias soquetes.
Ele achou lindo e meigo.
Me contou que aquele momento foi um marco nos seus sentimentos.
Que se apaixonou ainda mais.
Lembrou das meias com estampa de flores, do meu jeito.
Que aos poucos ele foi conhecendo
O meu dia a dia e intimidade.
(Deuzijane)
----

Acho tão lindo o jeito que ele conta quando descobriu o amor nascendo em nossas vidas.
Não me lembro o dia que ele narra, até porque todo dia dormia de meias por que sinto muito frio nos pés.
Mas lembro que ele saía tarde do trabalho e quando passava em casa já estava preparada para dormir. Ficava apenas no aguardo dele aparecer para me dar um olá e um beijinho. Foi bem no início do nosso namoro.
As meias soquetes são um "algo a parte" em nossas vidas. Quando estava grávida do Sam, já com o barrigão, não conseguia alcançar mais meus pés. Ele já sabia que tinha que colocá-las todo dia e fazia isso com carinho e alegria. As vezes ficava trabalhando e quando vinha pra cama eu já tinha adormecido. De repente eu acordava com ele colocando as meias com todo cuidado tentando não me acordar.
Até hoje quando na pressa me deito e esqueço de pô-las ele prontamente as coloca. ;)
Eu amo isso!


* Eu adoro meias soquetes coloridas. De flores, de coração, de bichinho... todas essas e muitas outras contanto que sejam lindas!



Eu sei bem...



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Obrigado Deus!

Hoje segunda-feira dia 10 de fevereiro de 2014, iniciou-se algo lindo em minha vida.
Um sonho antigo que está criando forma.
Tenho 37 anos e meus sonhos continuam sendo renovados a cada dia como o de uma criança.
Obrigado Deus!
(Deuzijane 10/02/14)

*Eu como sempre muito emocionada com o que Deus em sua grandeza e sutileza faz por mim. Não me deixando esquecer nunca que eu sou a menina dos Seus olhos. 


domingo, 9 de fevereiro de 2014

14 anos de namoro...Planejando.

Daqui ha uma semana eu e meu amor completamos 14 anos de namoro entre idas e vindas.
Já fiz um vídeo, rascunhei o texto do cartão que ainda vou comprar e queria fazer algo mais.
As maiores surpresas geralmente eu deixo para o dia dos namorados, mas dia 17 de fevereiro não pode passar em branco de jeito nenhum! Foi o dia do primeiro beijo. Depois de 19 dias me rodeando...rsrs Ele conseguiu ganhar um beijo. Então tem-se que comemorar a vitória dele há 14 anos. ;)

Imagem: Rascunho do texto que vai no cartão.


A nossa inutilidade e o Amor...

"Muitas vezes a gente acha que o outro gosta da gente. Mas não, ele está interessado naquilo que a gente faz por ele.
É o momento que a gente vai tendo a oportunidade de saber quem nos ama de verdade.
Porque só nos ama pra ficar até o fim aquele que,
depois da nossa utilidade, descobriu o nosso significado.
É por isso que sempre peço a Deus para envelhecer ao lado de quem me ama.
Para poder ter a tranqüilidade de não ser útil, mas ao mesmo tempo não perder o valor.
Se você quiser saber se alguém te ama de verdade, é só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade.
Quer saber se você ama alguém?
Pergunte a si mesmo, quem nesta vida que pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora.
E é assim que nós descobrimos o significado do amor...
Só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim!
Feliz daquele que tem ao fim da vida,
a graça de ser olhado nos olhos, e ouvir a fala que diz:
- Você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você!”
(Pe. Fábio de Melo)


No momento em que você me achar inútil em sua vida e mesmo assim continuar me querendo por perto, em seus braços e pensamentos. Vou saber do seu amor, e todas as dúvidas do meu coração cessarão.
(Deuzijane) 


sábado, 8 de fevereiro de 2014

Desse jeito!

De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.
(Rui Barbosa)



sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Síndrome de Poliana

Poliana é uma menina que enxerga tudo "cor de rosa", sem maldades, sempre acreditando no melhor das pessoas e da vida, sendo incapaz de fazer algum mal a alguém. É uma obra universal, escrita por Eleanor H. Porter, e muitas gerações a têm lido com emoção. A figura humana da menina Poliana sensibiliza pelo otimismo, amor, bondade e pureza de sentimentos.

A sua forma de ver a vida levou os especialistas a identificarem a “Síndrome de Poliana”, que nada mais é do que uma fuga da realidade, na medida em que o mundo não é tão "cor-de-rosa" assim, como Poliana vê, em suas façanhas. Algumas pessoas assim enxergam o mundo, e no seu emaranhado de situações e de emoções, agem, ingenuamente e inconsequentemente. Criam uma realidade distorcida e vivem a sua brincadeira.
-----------


Já me disseram que tenho síndrome de Poliana, mas creio que apesar da ingenuidade Deus me ensinou a ter os pés no chão, a ver além, enxergar as pessoas, e sempre quando puder, me proteger delas, pois o mesmo pensamento que tinha quando criança ainda perdura... "As pessoas são más e adoram fazer maldades" principalmente com pessoas como eu.

Uma vez em uma dinâmica no grupo familiar da minha igreja a pergunta da vez foi sobre os sonhos esquecidos e eu respondi:

- Eu sonhava em mudar o mundo!

Infelizmente esse sonho morreu com o tempo. Percebi que não posso lutar contra tanta maldade, pois não tenho forças e nem saúde para fazê-lo, sendo que as próprias pessoas não estão nem aí e gostam de como está a vida.

Quando a coisa aperta eu apenas me fecho em meu mundo e sonho...só sonho.
Sonho acordada.
(Deuzijane)



quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Pra sempre

Um amor verdadeiro dura pra sempre, suporta qualquer obstáculo, qualquer briga, qualquer discussão, ciúme. Um amor verdadeiro nunca muda, é sempre o mesmo, pode ser daqui uma semana ou dez anos, se seu amor é verdadeiro sempre será o mesmo e vai durar pra sempre.
(Tati Bernardi)



terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Detalhes

Um pequeno detalhe da minha segunda-feira. :)


Vamos recomeçar?

"Em alguns momentos, eu a decepcionarei, em outros você me frustrará, mas, se tivermos coragem para reconhecer nossos erros, habilidade para sonharmos juntos e capacidade para chorarmos e recomeçarmos tudo de novo tantas vezes quantas forem necessárias, então nosso amor será imortal."
(Augusto Cury)






domingo, 2 de fevereiro de 2014

Manicure e pedicure

Você já viu uma mulher se orgulhar de só ter feito manicure e pedicure duas vezes na vida?
Essa mulher existe. Eu! ;)
E essas duas vezes foram:
1º - No dia do meu casamento em agosto de 2002;
2º - Na minha formatura em julho de 2007. :)
Acho que nem no meu baile de debutante fiz. Eu não me lembro direito, mas de curiosa fui olhar as fotos e minhas unhas estão como sempre...Curtas, com apenas base ou um esmalte bem clarinho que eu mesmo passo. Fica meio borrado porque nunca tive muito jeito pra isso, mas ta bom assim.
Só usei esmalte escuro em festa temática como numa de "sexta feira 13" (ano 1996 ou 97, não lembro direito) onde usei esmalte preto, e na festa de 5 anos do meu filho Ricardo onde o tema era o Flamengo e pintei minhas unhas de vermelho para combinar com a decoração! kkkkk Coisa de mãe! ;)

Se um dia achar necessário fazer manicure/pedicure e tiver vontade de usar esmalte escuro, vou em frente. Mas por enquanto não combina comigo, nem com minha personalidade nem muito menos com nenhum momento de minha vida.
(Deuzijane)


Imagem: Eu fazendo graça mostrando minha mãozinha para ilustrar o post.


Template by:

Free Blog Templates