terça-feira, 18 de março de 2014

Boi velho comendo capim novo

"Boi velho comendo capim novo". Expressão que ouvi hoje num filme.
Homens com mais de 30 "pegando" mulheres de 20 e poucos.
Homens com mais de 40 "pegando" mulheres de 20 e poucos.
Homens com mais de 50 "pegando" mulheres de 20 e poucos.
Homens com mais de 60 "pegando" mulheres de 20 e poucos.
E assim caminha a humanidade.
Relacionamentos assim nunca são reais. Reais apenas para os homens que olham para o rosto angelical de sua namoradinha e acredita piamente que elas os amam.
Faço estudo de caso desse assunto há muitos anos. E como ouvi muitas mulheres e nunca vi...prestem atenção"NUNCA" vi uma garota realmente apaixonada por um homem mais velho que ela. E quando digo mais velho, me refiro a partir 5 anos a mais. 6, 7, 8 e assim por diante.
O ponto importante aqui é a manipulação. O porque desses relacionamentos? A mulher quer uma figura paternal? Ou simplesmente algo que ouvi muito: -Homens mais velhos são mais fáceis de enganar! Eles estão extasiados demais pela sua namorada mais nova que não se dão conta da roubada.
É como já disse em alguns posts anteriores:
-Juventude
-Lágrimas
-Voz infantil
-Palavras fofinhas
-Um sorriso

Os homens simplesmente não se dão conta.
Sempre converso com meu marido sobre isso e apesar dele ficar furioso, sempre digo a ele que se um dia eu o deixar, ou morrer antes dele, ele vai acabar sendo alvo de garotas assim! Ele diz que não, mas eu sei que sim. As mulheres são muito espertas, muito mesmo! Ou melhor, os homens diante disso tudo ficam abobalhados. Só se preocupam em entrar na academia pra ficar com o corpo compatível ao da sua amada mais jovem, comprar roupas mais "maneras" entre outras babaquices que só quem observa isso ha muito tempo pode perceber.
Eu sei que parece meio "cruel" mas é muito triste.
Na maioria das vezes em que ouvi as mulheres, os seus parceiros eram/são completamente apaixonados, e eu ficava com pena. E sempre claro dava meus conselhos. Pra que enganar? E se ele descobrir? Vale a pena?Porque então está nessa relação? Consequentemente se não há amor, há traição. E mesmo existindo o amor "paternal" existe traição. Não conheci nenhuma fiel.
Estou pensando seriamente em fazer as estatísticas. Mas já digo de antemão que é 0% de fidelidade por parte das mulheres.
A idade ideal é no máximo 5 anos de diferença, tanto pra mais quanto pra menos.
Vou fazer um comparativo com minha idade.
Tenho 37 anos, então a idade "ideal" de um parceiro pra mim seria:
De 32 a 42 anos dentro desse intervalo. Eu sei que as pessoas dizem que o amor não tem como fazer esse tipo de comparativo, mas se você pensar um pouco vai perceber que é a mais pura verdade.
Um relacionamento a dois já não é fácil, precisa de muito amor, compreensão, dedicação, perdão, renovação, paixão entre outras coisas. Se em um casal que nasceu na mesma época, tem parcialmente a mesma cultura, viveu e ouviu as mesmas músicas a situação já é difícil, imagina sem essas semelhanças.
Eu gostaria de dizer que tudo isso é mentira, mas não é!
São muitos anos observando esse tipo de comportamento, conversas intermináveis, e o resultado sempre foi o mesmo.
Sempre me disseram que sou uma boa ouvinte e conselheira, deve ser por isso que as mulheres/garotas se sentem a vontade me contando suas experiências.
Infelizmente tenho três casos na minha família e um na família do meu marido e posso dizer o quanto há tudo que disse: Manipulação, mentira, amor paternal, interesse (nem vou tocar nesse assunto), aliás tem tudo menos uma relação saudável entre homem e mulher.
Se um homem ler esse artigo e está dentro de tudo que falei, em um relacionamento com uma moça bem mais jovem a primeira reação é pensar:
-Não me encaixo nesses casos, estou fora dessa estatística, minha namorada/esposa me ama de verdade, eu vejo nos olhos dela!

A negação é imediata!

E ainda de quebra é possível afirmar: - Ela é tão linda e meiga, tão verdadeira! :(

Vou contar um caso de uma garota que conheci em 2007, era uma colega de trabalho, estagiária de 18 anos e namorava um rapaz de 28. Linda, linda mesmo!!! Sorridente, um amorzinho, muito educada.
Ela sempre me contava algumas coisas sobre seu namoro, mas num sábado ela abriu o verbo e disse que estava "ficando/pegando" um outro carinha que não era o namorado dela.
Primeira pergunta que fiz: Mas você não gosta do seu namorado? E ela respondeu: -Sim, claro! Ele é o amor da minha vida! É com ele que vou me casar!
Minha segunda pergunta: Então porque você fica com outros caras? Ela: -Não sei, deu vontade. Ai fiquei!
Minha terceira pergunta: Você não tem medo que ele descubra? Ela: - Isso nem passa pela cabeça dele, pra ele sou incapaz de fazer isso! Nem desconfia, nem sonha! Sou perfeita pra ele!
Aí fiz o que sempre faço, aconselhei e mostrei a ela que um dia ela podia ser pega, magoá-lo e perder o "amor da vida dela". Ela nem me deu confiança! Entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Ficou foi rindo dos meus conselhos como se eu fosse uma "quadradona".

Sabe o resultado dessa história? Depois de um tempo que eu tinha saído dessa empresa encontrei com ela no Shopping com um bebê e com a mãe passeando. Nos cumprimentamos e nos abraçamos e ela me disse que tinha casado com o namorado e que aquele era o seu filho.
Adivinhem a primeira coisa que pensei?
O marido vai ser um corno feliz a vida toda! E ainda vai postar nas redes sociais: "Minha mulher perfeita, amor perfeito..."Coisas desse tipo que vejo muito.
Agora, me diz se isso não é triste?!

Todos nós falhamos, temos coisas em que melhorar, mas vejo que para maioria das pessoas não há um compromisso com o parceiro(a). E quando digo isso, estou falando de lealdade.
Eu não sou perfeita e estou longe disso! Mas tento sempre me colocar no lugar do outro. E sempre me faço a mesma pergunta: Será que eu gostaria que fizessem isso comigo?
Já estive em momentos difíceis no meu relacionamento, inclusive um quase divorcio, mas nunca consegui dar passos a frente quando o assunto era magoar quem me ama. Sempre tento ser verdadeira e amiga principalmente com meu companheiro. Sempre peço a Deus para me mostrar a melhor direção, e quando não conseguir decidir por mim mesma, que Ele decida por mim, como já aconteceu.
Mas eu sou um caso a parte, prefiro que sofra eu do que as pessoas que amo e que me amam.
É quase um autoflagelo. Mas cada louco com sua loucura, então fico com a minha.

 Eu sei que esse artigo não vai mudar nada porque os relacionamentos vão continuar da mesma forma, com muita mentira. Mas eu precisava escrever sobre isso.

*Porque o enfoque do artigo foram os homens? Porque ouço muito mais mulheres. Mas isso serve para as mulheres também! Apesar de que "geralmente" elas são mais pés no chão, mais realistas.

*Para matar a curiosidade de quem me lê...eu já namorei um homem 10 anos mais velho que eu. E adivinhem? Não era apaixonada por ele! Comecei numa relação meio que empurrada por uma amiga, que me jogou pra cima de um amigo, porque simplesmente eu estava "na pior" sofrendo por outro. Mas foi um erro! Depois de um tempo namorando com ele, e tentando ser a melhor namorada possível...não aguentei!
Um dia ele viajou, vi a pessoa que gostava numa festa e não resisti fiquei com ele. Acabei traindo a confiança do então namorado! E como é bem a minha cara, no dia seguinte quando meu namorado chegou, ele mal tinha colocado os pés em PVH contei o que tinha acontecido pra ele. Ele ficou chateado claro! E disse que eu poderia tê-lo traído com qualquer um menos com aquele rapaz! O ex! :(
Resumindo...foi um erro ter começado o namoro que já era errado. Magoei e fui muito magoada essa época. Nunca vale a pena uma coisa assim!
(Deuzijane)



0 comentários:

Template by:

Free Blog Templates